Ponto de Encontro Ponto de EncontroCentro Cultural Juvenil de Santo Amaro Centro Cultural Juvenil de Santo AmaroSubscreve esta publicação Subscreve esta publicaçãoAgenda AgendaDivulga nas Notícias Divulga nas NotíciasAssociações AssociaçõesEmpreender em Almada Empreender em AlmadaOrçamento Participativo Jovem Orçamento Participativo JovemConselho Municipal da Juventude de Almada Conselho Municipal da Juventude de AlmadaInício InícioPAF2021 PAF2021Arquivo ArquivoTemas TemasP'Almada Colabora Connosco P'Almada Colabora ConnoscoCartão Almada Jovem Cartão Almada JovemRegisto Almada Jovem Registo Almada JovemRoteiro Almada Jovem Roteiro Almada JovemNotícias NotíciasRoteiro Jovem de Almada Roteiro Jovem de AlmadaDesportoEmCasa - Covid-19 DesportoEmCasa - Covid-19Divulga na Agenda Divulga na AgendaJovens em Foco Jovens em FocoA P'Almada A P'AlmadaA minha área A minha área#FicarEmCasa #FicarEmCasaProposta de Iniciativa Proposta de IniciativaJuv_jovens_em_foco Juv_jovens_em_focoAMinhaDivulgação AMinhaDivulgaçãoContactos Contactos
Logotipo CMA
Dá a tua opinião
O que é que achas do sítio da juventude?
Muito Bom
Bom
Razoável
Mau
Almada na Voz de Jovens Mulheres!
 
Almada na Voz de Jovens Mulheres!
Festas e Comemorações

Entrevista com jovem Ana Pereira

“Almada na Voz de Jovens Mulheres” é uma iniciativa que dá voz às mulheres jovens de Almada, que nela residem e/ou trabalham.
De vários quadrantes e etnias, unidas por esta cidade.
Do empreendedorismo social, ao voluntariado, passando pela saúde, intervenção social.

Cada uma dá o seu testemunho, através de uma breve entrevista, dando corpo e voz à realidade das mulheres jovens almadenses.
Nelas reside o futuro, a perseverança e o otimismo num amanhã menos desigual, na luta pelo combate aos estereótipos, na perspetiva de uma cidade mais inclusiva e igualitária.

Partilhamos contigo o testemunho de Ana Pereira, uma jovem Auxiliar de Ação Médica, do Hospital Garcia de Orta.

               

JUVENTUDE - Estamos a comemorar o Dia Internacional da Mulher e gostaríamos de saber o que é para ti, ser mulher?
ANA PEREIRA - Bem, ser mulher é ter a capacidade de ser forte e ao mesmo tempo frágil, de ser multifacetada, focada, de saber falar e ouvir. Nós mulheres temos também a capacidade de desempenhar "vários papéis" ao logo do nosso dia, preparando-nos para a vida e tornando-nos mais flexíveis e de mente aberta. Ser Mulher é Maravilhoso!

                
JUVENTUDE - És Técnica Auxiliar de Ação Médica, uma profissão difícil, que exige perseverança e aptidão para lidar com pessoas fragilizadas, bem como a capacidade de resolver situações inesperadas. Quais foram os momentos mais desafiantes que testemunhaste, no Hospital, junto de jovens mulheres?
ANA PEREIRA - Nem sei já tive algumas! Eu trabalho no serviço do Bloco de Partos/Urgência Obstétrica e lido diariamente com muitos episódios, tanto felizes como tristes. Para mim, o mais desafiante, enquanto profissional e Mulher, é manter-me firme e imparcial na questão dos abortos, por exemplo (tanto espontâneos como por vontade de cada uma, ou por intervenção medica). São sofrimentos que assisto, que me fazem muitas vezes chorar pelos cantos e pensar sobre o quanto sou uma pessoa abençoada. No entanto, já tive também momentos felizes, porque não há nada melhor que ver gerar uma vida. Lembro-me de, num dos meus primeiros dias no serviço de urgência obstétrica, entrar uma senhora em trabalho de parto e assistir “em grande plano" a todo o momento... foi tão emocionante ao ponto de me esquecer de ajudar a enfermeira e chorar de emoção e alegria (chorei mais do que a própria mãe).

           

JUVENTUDE - No teu local de trabalho, manténs contato com muitas pessoas em momentos sensíveis e complicados. Enquanto mulher, alguma vez te sentiste discriminada?
ANA PEREIRA - Como já referi anteriormente, trabalho com muitas mulheres no Bloco de Partos/Urgência Obstétrica, a maioria das vezes, numa fase maravilhosa das suas vidas. Nunca me senti discriminada, até porque elas estão num momento frágil que precisam de uma palavra amiga, de carinho, de algo que as conforte, sobretudo nesta fase de pandemia, em que muitas vezes nem familiares podem ter ao seu lado. Quanto a colegas, até à data, nunca fizeram diferenciação.
              

JUVENTUDE – Que importância têm tido atualmente as Técnicas Auxiliares de Ação Médica nos hospitais, sobretudo em momentos de pandemia?
ANA PEREIRA - Temos tido grande importância, principalmente neste momento de pandemia, quando temos tido falta de pessoal visto e em que também nós não estamos livres deste "bicho invisível" (covid-19). No entanto, somos uma equipa e ninguém está só. Para haver cuidados médicos, o médico tem de ter enfermeiros, que por sua vez têm de ter auxiliares aptos e flexíveis. Nada funciona se não existirem os senhores da limpeza. Somos todos peças fundamentais, tanto nesta fase, como em todas as outras.

            

JUVENTUDE – Porque é que o Dia Internacional da Mulher é tão importante?
ANA PEREIRA – O Dia Internacional da Mulher é o dia em que se comemora as lutas e as conquistas das mulheres, principalmente por igualdade e respeito ao longo da história.
               

JUVENTUDE – Acreditas que a sociedade está a evoluir no que diz respeito à Igualdade de Género?
ANA PEREIRA - Sim, acredito que sim, ainda não a 100%, mas já evoluiu muito.
         

JUVENTUDE – No futuro, como gostarias de ver a Mulher?
ANA PEREIRA - Num futuro e espero que próximo, gostaria de ver as mulheres unidas, respeitadas, realizadas e que o "mundo seja nosso, porque nós já somos do mundo."