Ponto de Encontro Ponto de EncontroCentro Cultural Juvenil de Santo Amaro Centro Cultural Juvenil de Santo AmaroSubscreve esta publicação Subscreve esta publicaçãoAgenda AgendaDivulga nas Notícias Divulga nas NotíciasAssociações AssociaçõesEmpreender em Almada Empreender em AlmadaOrçamento Participativo Jovem Orçamento Participativo JovemConselho Municipal da Juventude de Almada Conselho Municipal da Juventude de AlmadaInício Inícioalmada_youtube almada_youtubePAF2020_Online PAF2020_OnlineArquivo ArquivoTemas TemasP'Almada Colabora Connosco P'Almada Colabora ConnoscoCartão Almada Jovem Cartão Almada JovemRegisto Almada Jovem Registo Almada JovemRoteiro Almada Jovem Roteiro Almada JovemNotícias NotíciasRoteiro Jovem de Almada Roteiro Jovem de AlmadaDivulga na Agenda Divulga na AgendaJovens em Foco Jovens em FocoFacebook_AlmadaMinha Facebook_AlmadaMinhaA P'Almada A P'AlmadaA minha área A minha área#FicarEmCasa #FicarEmCasaProposta de Iniciativa Proposta de IniciativaJuv_jovens_em_foco Juv_jovens_em_focoContactos Contactos
Logotipo CMA
Dá a tua opinião
O que é que achas do sítio da juventude?
Muito Bom
Bom
Razoável
Mau
Quem sou eu? PITANGA
 
Quem sou eu? PITANGA
Entrevista
Entrevista à jovem almadense Joana Rodrigues que nos dá a conhecer o melhor da sua arte: PITANGA.

Quem sou eu? É uma nova forma de vos darmos a conhecer o que de melhor se faz em Almada, por e para jovens!

Para inaugurar este formato entrevista temos a Joana Rodrigues, artista portuguesa e de Almada que criou a sua própria marca de customização de acessórios, ilustração e street art : PITANGA.

Recentemente foi lançado o seu novo site e um novo projeto solidário: TIME IS NOW, um projecto que nasce espontaneamente de uma vontade maior de ajudar famílias que estão com grande dificuldade em ter acesso à alimentação e suporte médico em Rishikesh, cidade sagrada no norte da India.
 

JUVENTUDE: Joana, estamos a viver um momento em que é preciso reinventarmo-nos. Como tem sido para ti esta nova forma de viver?
PITANGA: Tem sido uma constante descoberta. Reflexão, aprendizagem, introspeção e foco.

 

JUVENTUDE: Sabemos que em 2013 desististe de uma agencia de Design para criares a tua marca PITANGA. Quais foram os maiores desafios?
PITANGA: Quando és artistas e trabalhas de forma independente, todos os dias existem desafios. Hoje o que considero ser o mais desafiante é a capacidade que desenvolvi para nunca ir pelo caminho mais fácil.

 

JUVENTUDE: E quais as maiores conquistas? Existiu algum momento em que sentiste que a tua arte deu um grande salto?
PITANGA: Conquistei a independência artística. Libertei-me dos briefings das agências! O salto deu-se quando me apercebi que é possível criar sem barreiras, e sem condicionantes sociais.

 

JUVENTUDE:
A Joana é a PITANGA ou consegues separar esses dois universos?
PITANGA: A Pitanga sempre fez parte da Joana.



JUVENTUDE: Conta-nos um pouco sobre os teus trabalhos de street Art e PaintJams. Sentes que tens um contributo diferente a dar enquanto artista mulher?
PITANGA: Acho que todos os artistas, de qualquer género em qualquer área têm um contributo a dar, não acho que o meu seja diferente por ser mulher, é só o meu contributo, é só o que sinto, traduzido em cores e formas, materializando o amor. E como acontece em tantas outras áreas, durante muitos anos foi um caminho feito maioritariamente pelos homens, mas que hoje se caminha lado a lado.



JUVENTUDE:
Como surgiu a Ladies Drawing Night no Ponto de Encontro? Qual foi a adesão?
PITANGA: Surgiu com a minha sede de partilhar a arte com outras meninas, outras ideias, outras experiências. Passo grande parte dos meus dias no atelier a pintar e quando saio para pintar é sempre com amigos. Sentia falta de mais cabeças no feminino. A adesão foi ótima e super produtiva como imaginava ser! Partilhei as noites com artistas incríveis.