Início InícioArquivo ArquivoTemas TemasA P'Almada A P'Almada
Newsletter P'Almada
 
Associativismo
 
 
Almada Não Dorme na Casa da Maria Joana!

A Almada Não Dorme Associação inaugurou a “Casa da Maria Joana” em Almada Velha, perto da Casa da Cerca.

O novo espaço de co-working irá albergar a escola de dança de Maria Temporão e a oficina da jovem artista plástica e produtora de moda Pitanga (Joana), com programação regular de ensaios e aulas de dança, de diversos estilos, atividades relacionadas com a cultura urbana e o Hip-hop, projeções de filmes, mercado alternativo de trocas (2nd Hand Market) e diversas campanhas de recolha de alimentos para animais (Gang dos Bichos). 

A festa de inauguração incluiu diversos workshops, desfiles de moda e as atuações de Dougie, Sam e Zambote (dança Hip-hop), das Orchidaceae Urban Tribal (dança tribal urbana) e dos surpreendentes Tiago Santos e Piny (dança waacking), sempre sob a batuta musical de uns excelentes Máfia do Caril.

 
Associativismo


A P´ALMADA marcou presença e testemunhou o excelente ambiente, o espirito festivo e as várias surpresas, como as que o b-boy Lucas brindou a audiência e que podem observar nos vídeos e fotos que aqui apresentamos em primeira mão.

A associação juvenil, dedicada à divulgação da cultura Hip-hop, tem na sua génese uma participação bastante intensa em atividades como a Quinzena da Juventude ou os ensaios de dança Hip-hop de Mary Rock na Casa Municipal da Juventude - Ponto de Encontro.
 
Associativismo
Descobre mais sobre o projeto da Joana Pitanga, vê aqui mais algumas fotos da festa de inauguração e descobre no Sítio da Juventude as atividades que estão a ser desenvolvidas neste novo espaço.




Parabéns à Almada Não Dorme Associação!

 
Associativismo
 
 
A Lenda do Tamborinho

Estreou-se em dezembro 2012, no Seixal, passando pelo Auditório Fernando Lopes-Graça, em Almada, no âmbito da Quinzena da Juventude 2013.

A organização pertence aos grupos Bazás d´Lum (Khapaz - Associação Cultural), Hedab (Clube de Campismo Luz e Vida), De la Kapta Dance Crew (Geração Cool E5G/SCMA).

Coreografado por Karina Ismael e Ana Bergano, o espetáculo recria um conto tradicional africano da Guiné-Bissau através da fusão de vários estilos de dança, apresentados por jovens praticantes de Almada e Seixal no âmbito do projeto MuDanç@s Urbanas.

O projeto obteve financiamento do Programa “Juventude em Ação – Iniciativas jovens” e de instituições locais como a Câmara Municipal de Almada, a Câmara Municipal do Seixal, a Santa Casa da Misericórdia de Almada, a Khapaz – Associação de Jovens Afro-Descendentes e o Clube de Campismo Luz e Vida.

 
Associativismo


Próximas Apresentações:

Cinema S. Vicente, 18 de Outubro, 21h30, Aldeia de Paio Pires, entrada gratuita.

Festival Imigrarte, 16 ou 17 de Novembro (data e hora a confirmar), Lisboa, entrada gratuita.

 
Associativismo
 
 
A "nova" Rua Cândido dos Reis

Se Cacilhas fosse uma pessoa, a Cândido dos Reis seria a veia aorta, a veia da cultura, agora pronta à circulação dos artistas de Almada e não só!

A Assim Ser – Ass. Intercultural Brasílica de Portugal pôde constatar, durante os três meses das animações do projeto “Cacilhas com o pé na Rua”, que agora temos um corredor cultural ideal para ser o “point” dos artistas e turistas que Almada recebe pelas portas do nosso tão radioso Tejo.

Para quem chega pelas águas do Tejo, curiosos e atraídos pela beleza dos cantos e encantos de Cacilhas, o cartão de visita é a nossa rua, a Cândido dos Reis!

Falando enquanto diretor artístico, fundador da Assim Ser e cacilhense de coração, este novo “palco” está a favorecer positivamente a integração da nossa associação, enquanto associação cultural de Cacilhas que sempre apostou no comércio local, estando bem envolvida no seio da comunidade.

 
Associativismo
Depois de um projeto muito bem elaborado ao nível arquitetónico, embora de difícil realização, de certa forma alterando o movimento natural da vida das pessoas que ali vivem ou que ali têm os seus negócios, podemos agora observar que, aos poucos, o objetivo será alcançado.

Tivemos a oportunidade de confraternizar com o povo durante os meses de verão, dando vida e recebendo energia calorosa dos que lá estiveram a desfrutar da “passarela do chafariz”, ficando aqui registado o agradecimento e a euforia dos jovens da nossa associação pelo caloroso acolhimento dos moradores e comerciantes que, em conjunto, fizeram a rua brilhar junto dos “Balé Brasil de Portugal”, “Tambores do Tejo” e outros artistas convidados pela nossa associação para integrar este projeto de animações de rua, organizado pela Câmara Municipal de Almada.

O artista deve ir à rua pois a rua é do artista, como a Cândido é dos Reis e o povo é a sua realeza!