A "nova" Rua Cândido dos Reis

Se Cacilhas fosse uma pessoa, a Cândido dos Reis seria a veia aorta, a veia da cultura, agora pronta à circulação dos artistas de Almada e não só!

A Assim Ser – Ass. Intercultural Brasílica de Portugal pôde constatar, durante os três meses das animações do projeto “Cacilhas com o pé na Rua”, que agora temos um corredor cultural ideal para ser o “point” dos artistas e turistas que Almada recebe pelas portas do nosso tão radioso Tejo.

Para quem chega pelas águas do Tejo, curiosos e atraídos pela beleza dos cantos e encantos de Cacilhas, o cartão de visita é a nossa rua, a Cândido dos Reis!

Falando enquanto diretor artístico, fundador da Assim Ser e cacilhense de coração, este novo “palco” está a favorecer positivamente a integração da nossa associação, enquanto associação cultural de Cacilhas que sempre apostou no comércio local, estando bem envolvida no seio da comunidade.

 
Associativismo
Depois de um projeto muito bem elaborado ao nível arquitetónico, embora de difícil realização, de certa forma alterando o movimento natural da vida das pessoas que ali vivem ou que ali têm os seus negócios, podemos agora observar que, aos poucos, o objetivo será alcançado.

Tivemos a oportunidade de confraternizar com o povo durante os meses de verão, dando vida e recebendo energia calorosa dos que lá estiveram a desfrutar da “passarela do chafariz”, ficando aqui registado o agradecimento e a euforia dos jovens da nossa associação pelo caloroso acolhimento dos moradores e comerciantes que, em conjunto, fizeram a rua brilhar junto dos “Balé Brasil de Portugal”, “Tambores do Tejo” e outros artistas convidados pela nossa associação para integrar este projeto de animações de rua, organizado pela Câmara Municipal de Almada.

O artista deve ir à rua pois a rua é do artista, como a Cândido é dos Reis e o povo é a sua realeza!