Ponto de Encontro Ponto de Encontroalmada_instagram almada_instagramP'Almada Revista P'Almada RevistaCentro Cultural Juvenil de Santo Amaro Centro Cultural Juvenil de Santo AmaroSubscreve esta publicação Subscreve esta publicaçãoAgenda AgendaDivulga nas Notícias Divulga nas NotíciasAssociações AssociaçõesEmpreender em Almada Empreender em AlmadaOrçamento Participativo Jovem Orçamento Participativo JovemAgenda Municipal Agenda MunicipalBoletim Municipal Boletim MunicipalInício InícioAgenda_boletim_municipal Agenda_boletim_municipalalmada_youtube almada_youtubeArquivo ArquivoTemas TemasP'Almada Colabora Connosco P'Almada Colabora ConnoscoCartão Almada Jovem Cartão Almada JovemRegisto Almada Jovem Registo Almada JovemRoteiro Almada Jovem Roteiro Almada JovemNotícias NotíciasRoteiro Jovem de Almada Roteiro Jovem de AlmadaDivulga na Agenda Divulga na AgendaJovens em Foco Jovens em FocoA P'Almada A P'AlmadaA minha área A minha áreaProposta de Iniciativa Proposta de IniciativaJuv_jovens_em_foco Juv_jovens_em_focoApoio ao Associativismo Apoio ao AssociativismoContactos Contactos
Logotipo CMA
Dá a tua opinião
O que é que achas do sítio da juventude?
Muito Bom
Bom
Razoável
Mau
Mercados Municipais
Não sei o que achas de fazer compras nos mercados mas tens que concordar que é uma viagem tentadora ao mundo dos aromas, das formas e das cores.
 
Não é raro sairmos de lá com mais produtos do que se havia planeado. Todos frescos, cheirosos, apetitosos e, melhor do que tudo, da época!
A proximidade, a familiaridade, o atendimento personalizado são outra vantagem destes locais onde há sempre quem nos ensine a cozinhar aquele peixe que nunca tínhamos experimentado.
 
Em todos os mercados municipais, passear ao longo das bancas é viajar através de um turbilhão de apelos sensoriais. Nas vitrinas do pão, devoramos com os olhos o pão alentejano, imaginando uma fatia longitudinal, com manteiga a derreter no miolo quente.
Nas bancas da fruta da época o melão cheira, a cor da melancia faz-nos parar, os abrunhos apetecem trincar. Na banca dos legumes lembramo-nos do sabor dos pimentos assados, do tempero da cebola picada, do aroma dos coentros, do prazer de roer cenouras suculentas.
E os apelos continuam na zona do peixe. Se levas sardinhas vais assá-las e ouvir o sal a estalar no lume. Vais sair dali com muitas ideias para o almoço ou para o jantar.
 
Além das bancas, os mercados têm outras lojas como talhos, retrosarias e papelarias. Nestas últimas podemos comprar um jornal visitar a floristas às quais poucas mulheres resistem. A dificuldade é só uma: escolher apenas um tipo de flores para alegrar a casa.
 
Os vendedores sabem ajudar-nos a escolher os melhores produtos, dão-nos conselhos para a conservação dos frescos, ensinam-nos a confecionar peixe, a escolher a melhor peça de carne para assar…
Já há muita gente nova nos mercados, mas os grandes frequentadores são os mais velhos, na maioria mulheres, com os netos ou filhos pelos braços.
 
A rede de mercados de Almada conta com 10 espaços distribuídos pelas freguesias. Os mais recentes são os mais completos em termos de valências, como é o caso da Sobreda, equipado com um Parque infantil, dois courts e um campo de jogos. A largueza do espaço e o sossego da zona convidam a ficar mais um pouco.
Em todos os mercados do concelho terás atendimento personalizado, produtos frescos e a honra de estar a contribuir para uma causa muito nobre: apoiar o comércio tradicional e a garantir a sua continuidade.

Mercados Municipais


Mercados Municipais


Mercados Municipais


Mercados Municipais