Gabinete_Apoio_Vitima_200x200
Solidariedade
A Câmara Municipal de Almada e a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) vão estabelecer um Protocolo de Cooperação que permitirá criar um Gabinete de Apoio à Vítima, no centro da cidade.

A minuta do documento foi aprovada na última reunião de câmara de 2020 e prevê uma comparticipação financeira municipal no valor de 53 mil euros.
 
Fica também aprovada uma renda simbólica de cinco euros por mês, para instalar o Gabinete de Apoio à Vítima, que se vai localizar na Avenida Dom Nuno Álvares Pereira, n.º 74 A, no centro de Almada.
 
Quase 7 mil crimes anuais em Almada
Apesar de existirem no Município entidades cuja missão é apoiar as vítimas, com maior enfoque na área da violência doméstica e/ou institucional, com este protocolo pretende-se criar uma resposta que apoie as vítimas de qualquer tipologia de crime, familiares e pessoas amigas.
 
Em 2019, foram registados pelas autoridades policiais 6814 crimes em Almada, com principal incidência nos crimes contra o património, contra as pessoas e contra a vida em sociedade.
 
Nesse mesmo ano, a APAV apoiou um total de 156 vítimas de crime e de violência no concelho de Almada.
 
Áreas de atuação do GAV
 
O Gabinete de Apoio à Vítima vai prestar serviços de apoio aos/às cidadãos/ãs vítimas de crime em toda a sua amplitude, complementando as respostas das restantes estruturas já existentes.
 
Disponibilizará apoio emocional, jurídico, psicológico, social e prático, com atendimento e acompanhamento confidencial e gratuito para os/as munícipes.

11/01/2021