Património Cultural do Concelho de Almada->

O conhecimento, salvaguarda, estudo, proteção, valorização, promoção e divulgação do Património Cultural tem-se afirmado nas bases da Politica Cultural do Estado Português, como realidade da maior relevância para a compreensão, permanência e construção da identidade nacional e para a democratização da cultura devendo o Estado assegurar a transmissão de uma herança nacional cuja continuidade e enriquecimento unirá as gerações num percurso civilizacional singular.
 
Deste modo integram o património cultural todos os bens que, sendo testemunhos com valor de civilização ou de cultura portadores de interesse cultural relevante, devem ser objeto de especial proteção e valorização (In: Lei 107/2001 de 8 de setembro).
 
Esta incumbência e responsabilidade cabe ao Estado, às Regiões Autónomas e às autarquias locais, sendo a proteção legal do Património Cultural, assente na classificação e inventariação um dos principais instrumentos para a valorização e conservação dos bens culturais imóveis complementada por intervenções que previnam, impeçam ou reduzam a sua degradação e salvaguarda preventiva através da sensibilização da opinião pública e da sua fruição.
 
A Lei 107/2001 de 8 de setembro estabelece que os bens imóveis podem ser classificados como de interesse nacional, de interesse público ou de interesse municipal.
 
A qualidade do património arquitetónico imóvel de Almada tem vindo a ser reconhecida e protegida, como evidência os seus dezassete imóveis classificados e que constituem importante elementos patrimoniais centenários que importa preservar por serem no domínio histórico e arquitetónico testemunhos notáveis das vivências, da história e das memórias da cidade e do concelho.
 
O património cultural existente em Almada reside num conjunto de imóveis de valor histórico-cultural, arquitetónico (civil, religioso e militar) e arqueológico de manifesto interesse local mas também nacional.
 
São expressões patrimoniais com grande importância e diversidade dispersos pelo concelho como igrejas e conventos, quintas, solar e respetivos jardins, chafariz, fontes, coretos, instalações industriais e fábricas que representam bens de valor cultural significativo que importa proteger, conservar e valorizar.
 
Ciente da sua importância, a Câmara Municipal de Almada está a proceder ao processo de classificação de imóveis considerados de interesse municipal, tendo por base o valor patrimonial, histórico-cultural ou urbanístico dos edifícios.
 
Para quem vive ou pretende visitar o Município de Almada, os locais de interesse são diversos, pelo que convidamos a efetuar um passeio pelo Concelho, visitando alguns dos imóveis que perpetuam as memórias e testemunham as sucessivas fases de ocupação do território.

 
Consulte o Património Classificado no concelho de Almada.

 

Consulte o Património Imóvel em vias de classificação.