Setas Login
Setas Newsletter Setas Agenda Setas Contactos Setas Mapa do Sítio
Setas Pesquisa  
  Ok
   
Casa da Cerca - Programação
Casa da Cerca - Banner Festa da Casa da Cerca
Casa da Cerca - Banner Há Música na Casa da Cerca
Casa da Cerca - Banner FlickrCasa da Cerca - Banner Issuu
 
Página inicial Casa da Cerca Separador 20 anos - 1993-2013
Programação da Casa da Cerca para 2016 seta indicativa de direcção do conteúdo 
Separador

Programa 2017


OS CINCO SENTIDOS - TEMA DA PROGRAMAÇÃO DE 2017



Conheça a programação da Casa da Cerca para o ano de 2017.

Em 2017 continuamos a procurar sentido e a fazer sentido. Por isso, o tema da programação do ano é “Os Cinco Sentidos”. Porque acreditamos que a arte e a criatividade são cada vez mais sensoriais, vamos apelar aos sentidos. Estamos alerta e queremos pôr-vos alerta! Vamos continuar a dar a ver Arte Contemporânea, muito para além do que a nossa visão nos proporciona. Vamos ouvir o que nos parece inaudível, vamos tatear, sentir e arrepiarmo-nos, vamos provar, degustar e saborear o que a Arte nos proporciona e explorar até, a sua relação com a Ciência.

Como habitualmente, o programa inclui exposições, visitas orientadas, oficinas de arte, atividades de fim de semana, cursos, atividades para famílias, conversas sobre plantas, conversas com artistas, um jardim sensorial, uma residência artística que resultará numa instalação na Cisterna, uma festa, entre tantas outras propostas.
Em 2017 vamos convocar os sentidos para transformá-los em emoção, informação, conhecimento. Venha pôr à prova os seus sentidos na Casa da Cerca e sinta connosco o desafio da descoberta de novas sensações.

No dia 18 de Fevereiro, iniciamos o novo programa com a inauguração de duas exposições: “Pôr o Corpo a Pensar”, na Cisterna da Casa e “Sentidos”, na Estuda do Jardim Botânico (as 17h).

Uma conversa sobre “o Bambu”, planta que destacamos este ano no nosso Jardim Botânico, pela sua multiplicidade de usos que apelam a todos os sentidos, terá lugar também nesta tarde, pelas 16h.

A renovada Sala de Leitura do Centro de Documentação e Investigação inicia uma série de três mostras de obras do Acervo Municipal de Arte, seleccionadas pela sua ligação a outros sentidos além do visual. A primeira mostra, patente também a partir do dia 18 de fevereiro, incide sobre a obra “Relevo N.º 500A”, de 2000, de Francisco Farreras.

Também a partir deste dia, podemos ver “Jardim Sensorial” a crescer no Jardim do nosso Jardim Botânico.


Imprimir Voltar   Imprimir Imprimir
 
Acessibilidade | Política de Privacidade | Ficha Técnica | Sugestões/Reclamações | Perguntas Frequentes
Copyright © 2007 Almada Informa. Todos os direitos reservados.