Setas Login
Setas Agenda Setas Horários e Contactos Setas Mapa do Sítio    
Botão Bibliotecas Flickr
 
Página inicial SeparadorDestaques Separador Menus literários
Menus literários seta indicativa de direcção do conteúdo 
Separador

  
Hermann Hesse Demian   
    
"De tudo, ficaram três coisas: a certeza de que ele estava sempre começando, a certeza de que era preciso continuar e a certeza de que seria interrompido antes de terminar. Fazer da interrupção um caminho novo. Fazer da queda um passo de dança, do medo uma escada, do sono uma ponte, da procura um encontro."
Hermann Hesse, "Demian"
  
 
 
 
  
John Steinbeck A Pérola
  
  
"Toda a gente, subitamente, começou a viver em função da pérola de Kino e a sua pérola penetrou nos sonhos, nas especulações, nos planos, nos futuros, nos desejos, nas necessidades, nos apetites, nas ansiedades de toda a gente."
John Steinbeck, “A Pérola”
 
 
 
 
 
  
Miguel Torga Diário
   
  
"Mas a vida é uma coisa imensa, que não cabe numa teoria, num poema, num dogma, nem mesmo no desespero inteiro dum homem. A vida é o que eu estou a ver: uma manhã majestosa e nua sobre estes montes cobertos de neve e de sol, uma manta de panasco onde uma ovelha acabou de parir um cordeiro, e duas crianças — um rapaz e uma rapariga — silenciosas, pasmadas, a olhar o milagre ainda a fumegar. "
Miguel Torga, "Diário"
  
  
   
 
Maria Lamas Mulheres do Meu País
 
  
  
"As mulheres que labutam de sol a sol na terra portuguesa costumam definir o seu destino com esta frase concisa e trágica: “A nossa vida é muito escrava”."
Maria Lamas, "Mulheres do Meu País"
  
  
  
     
  
  
Lídia Jorge os memoráveis
  
   
“O senhor Nunes sabe como o caso português constitui uma excepção? Foi uma revolução que teve os seus momentos difíceis, mas à distância, de tudo o que se passou, sobressaem sobretudo as flores. Uma revolução com flores, senhor Nunes…”
Lídia Jorge, "Os Memoráveis"
  
  
  
 
 
  
José Luís Peixoto Abraço
  
  
"Quando damos as mãos, somos um barco feito de oceano, a agitar-se sobre as ondas, mas ancorado ao oceano pelo próprio oceano. Pode estar toda a espécie de tempo, o céu pode estar limpo, verão e vozes de crianças, o céu pode segurar nuvens e chumbo, nevoeiro ou madrugada, pode ser de noite, mas, sempre que damos as mãos, transformamo-nos na mesma matéria do mundo.”
       José Luís Peixoto, "Abraço"
   
    
    
      
Mia Couto Jerusalém
  
  
"As palavras que movem e que constituem perigo são as palavras que não podem ser ditas em nenhuma língua: as palavras dos sonhos. Quando não se fecha uma estória, a multidão fica contaminada pela doença de sonhar. 
Mia Couto,“Jerusalém”
 
  
  
  
  
 
Afonso Cruz Jalan Jalan
  
  
“A viagem pertence ao domínio do invisível, do inimaginável. É um espaço que está para lá da nossa visão no momento, o que ainda não vimos, mas desejamos ver. Quando começamos a caminhar tornamos o visível e o inimaginável tangível. Tal como quando temos uma ideia e a executamos. Um passo fora de casa e começamos a desenhar o mapa do mundo.”
Afonso Cruz, , "Jalan Jalan"
 
 


Imprimir Voltar   Imprimir Imprimir
 
Acessibilidade | Política de Privacidade | Ficha Técnica | Sugestões/Reclamações | Perguntas Frequentes
Copyright © 2007 Almada Informa. Todos os direitos reservados.