Plano de Ação Local para a Biodiversidade seta indicativa de direcção do conteúdo 
Separador

Está em desenvolvimento um plano inovador que pretende salvaguardar os valores naturais do território e apresentar medidas concretas para a sua preservação.
 
Almada, pela sua localização geográfica privilegiada entre o Estuário do Tejo e o Oceano Atlântico, apresenta um clima de transição que lhe confere uma riqueza e biodiversidade ímpares no contexto metropolitano. De facto, aqui coexistem habitats e espécies muito diversas, incluindo várias espécies de animais e plantas endémicas, ou seja, que só existem no nosso país ou na Península Ibérica.

À escala global, existe uma tendência para o decréscimo da biodiversidade e do património natural do Planeta. São assim cada vez mais necessárias medidas efetivas, tanto globais como locais, que promovam a conservação da biodiversidade existente e invertam a sua perda a curto e médio prazo. Delas dependerá a resiliência dos ecossistemas e dos serviços ambientais que proporcionam e, como consequência, dos territórios e das comunidades que os habitam.

O que é a biodiversidade?

A biodiversidade é a diversidade de vida na Terra. É o conjunto de todos os seres vivos, animais, plantas e seres microscópicos, e as suas interações nos ecossistemas e habitats onde vivem. O conceito biodiversidade inclui, também, a diversidade dentro de cada espécie.

No nosso Planeta existem milhões de espécies que vivem em habitats tão diferentes como o solo de uma floresta, as rochas de uma praia, o fundo dos oceanos ou até o buraco de uma árvore.

No concelho, há também diferentes habitats e centenas de espécies que neles vivem e que deles dependem. Os ecossistemas só se podem manter com as espécies que aí vivem e, todas as espécies, inclusive o Homem, dependem desses ecossistemas para sobreviver.
 

Raposa

Vegetação dunar

Madressilva

Falcão-peregrino


O que são serviços ambientais?

Serviços ambientais são as atividades, produtos e processos que a Natureza nos oferece gratuitamente. Ar puro, água limpa, solos férteis, florestas ricas em biodiversidade e alimentos, são serviços que nos são prestados pela Natureza.

Embora não tenham um valor financeiro estabelecido, os serviços ambientais são essenciais para manter a vida na Terra tal como a conhecemos, pois deles dependem inúmeras atividades humanas como a agricultura (que precisa de solos férteis, da polinização e da água das chuvas) ou a indústria (que necessita de energia, água e matérias primas de qualidade).

Quanto custaria a um agricultor fazer o serviço de polinização, que os insetos fazem sem cobrar? Qual o custo de produzir oxigénio e purificar o ar, serviço que as florestas e o oceano fazem “de graça”? Qual o preço a pagar pela vegetação dunar que retém as areias e pelas dunas que nos protegem do galgamento oceânico?

Os serviços ambientais são uma forma de expressar todos esses serviços prestados pela Natureza que sustentam e garantem a vida humana.

Também em Almada este objetivo faz sentido. A proteção dos refúgios naturais e das espécies animais e vegetais que existem no nosso território devem merecer o cuidado e a atenção de todos. Almada tem vindo a realizar vários estudos de caracterização da biodiversidade do seu território, para se saber o que proteger e como. Têm vindo a ser criadas importantes ferramentas de planeamento e gestão ambiental, entre as quais se destaca a Estrutura Ecológica Municipal. O conhecimento adquirido permitiu à CMA iniciar agora uma nova fase de trabalho, com o desenvolvimento do Plano de Ação Local para a Biodiversidade.

Vivemos a Década da Biodiversidade
 
As Nações Unidas definiram a década de 2011-2020, como a Década da Biodiversidade, procurando trazer assim maior atenção mundial para um dos problemas mais relevantes para o futuro do Planeta: a perda contínua e irreparável da biodiversidade na Terra.

Segundo dados da ONU, há atualmente quase 48.000 espécies ameaçadas em todo o Planeta, estando 17.000 destas em perigo de extinção. Ou seja, 21% dos mamíferos, 30% dos anfíbios, 12% das aves, 28% dos répteis, 37% dos peixes de água doce e 70% das plantas que conhecemos estão em risco de desaparecer.

No arranque desta Década, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, referiu que “a taxa mundial de perda dessa diversidade não tem comparação na história e que muitos ecossistemas estão a ponto de ultrapassar limites para além dos quais não poderão recuperar. Os que sofrem mais e mais cedo com perda da biodiversidade são os pobres, mas toda a sociedade vai sentir esta extinção em massa.”
 
Logo Década da BiodiversidadeMais informações sobre a Década da Biodiversidade:
www.cbd.int/2011-2020

Este Plano irá sintetizar toda a informação existente sobre o património natural do concelho, caracterizar pressões e ameaças presentes e futuras, e a partir daí definir prioridades de intervenção, objetivos e metas. O Plano preparará um programa de ação com medidas concretas a adotar, em função do diagnóstico das prioridades estabelecidas. Este Plano está a ser desenvolvido em parceria com uma empresa sediada no concelho, a Bio3.

Logo Bio3A Bio3
 
A Bio3 é uma empresa de Almada, fundada em 2005, especializada na consultoria, investigação e desenvolvimento de trabalho técnico no domínio da biodiversidade.

A sua experiência tornou-a uma referência nacional na sua área de especialização. Foi galardoada com o estatuto de PME Líder em 2009, 2010 e 2011, sendo a única empresa a atuar exclusivamente na área da biodiversidade a receber tal distinção. Em 2011, foi considerada uma das 174 PMEs mais inovadoras do país.
 
É atualmente composta por uma equipa de 26 técnicos, tendo desenvolvido inúmeros projetos relacionados com processos de Avaliação de Impacte Ambiental, pós-Avaliação, gestão e ordenamento do território/biodiversidade e estudos de investigação aplicada.



Para saber mais sobre o Plano de Ação Local para a Biodiversidade:

Divisão de Estudos e Gestão Ambiental
Tel. 21 272 25 10
almada21@cma.m-almada.pt


Imprimir Voltar   Imprimir Imprimir